sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Paraguai: Debate sobre a prevenção da tuberculose nos presídios

No dia 8 de setembro, em Assunção, autoridades, especialistas e técnicos do Paraguai e do Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV) debaterão sobre a prevenção e o controle da tuberculose entre as pessoas privadas de liberdade no país.

O objetivo do evento, organizado pelo Ministério da Saúde Pública e do Bem-Estar Social, é apresentar a análise da situação da saúde penitenciária do Paraguai, assim como os avanços do Projeto de Prevenção e Controle da Tuberculose e da Aids na população carcerária, que se realiza em conjunto com o Fundo Mundial de luta contra a Aids, a tuberculose e a malária. 

Participarão da reunião, além de representantes do Ministério da Saúde Pública e do Bem-Estar Social, do Ministério da Justiça e do Trabalho e da Direção Geral de Vigilância Sanitária, entre outros, a chefe-adjunta da delegação regional do CICV para Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai, Miriam Zampatti e o médico do CICV para assuntos carcerários, Dr. Alain Vuilleumier. 

O CICV realiza visitas detidos no Paraguai desde 2006, a fim de monitorar as condições materiais da detenção e o tratamento que recebem. Graças a tais visitas, a organização zela pelo respeito à dignidade dos detidos, prestando-lhes assistência e mobilizando as autoridades.

 Na América Latina, um grande número de instituições estatais de saúde que trabalham no contexto carcerário também recebe apoio do CICV. No Paraguai, um número importante de presidiários está contaminado pela tuberculose. Os programas de prevenção e controle da tuberculose, quando aplicados corretamente, terão um impacto positivo e significativo para toda a comunidade.