sexta-feira, 30 de outubro de 2009

RAJOELINA PEDE APOIO DE KADHAFI

O Presidente de transição de Madagáscar Andry Rajoelina exortou terça-feira o Presidente em exercício da União Africana (UA), Muammar Kadhafi, a prosseguir as suas iniciativas para instaurar a paz e a estabilidade na Grande ilha do Oceano Índico.

Segundo uma fonte oficial líbia, o presidente malgaxe aproveitou uma conversa telefónica para informar o líder líbio sobre os últimos desenvolvimentos da situação no seu país.

Desde 17 de Março de 2009, data da ascensão de André Rajoelina à Presidência de Madagáscar na sequência da demissão do Presidente Marc Ravalomanana, vários esforços foram envidados pela UA em colaboração com o Grupo de Contacto Internacional com vista a melhor coordenar os esforços da comunidade internacional para promover o regresso rápido à ordem constitucional em Madagáscar.

Rajoelina, o presidente deposto Marc Ravalomanana e os dois ex-chefes de Estado, Didier Ratsiraka e Albert Zafy reúnem-se numa cimeira em Addis-Abeba, a capital etíope, de 3 a 5 de Novembro, com o objectivo de completar a aplicação dos acordos de Maputo, assinados a 9 de Agosto como roteiro para a paz, após uma intensa crise política, segundo afirmou o mediador da UA, Ablassé Ouedraogo.

Os acordos prevêem uma arquitectura política para um período de transição até novas eleições presidenciais, a terem lugar até final de 2010.

Os líderes malgaxes tinham cimeira marcada para meados de Outubro em Genebra, que acabou por ser anulada depois de Ravalomanana ter insistido que tivesse lugar no continente africano.

Madagáscar encontra-se mergulhado desde o início do ano numa grave crise política provocada por um conflito aberto entre Ravalomanana e Andry Rajoelina, então presidente da Câmara de Antananarivo e líder da oposição.

O “braço-de-ferro” entre os dois políticos provocou diversas manifestações e a morte de mais de uma centena de pessoas, bem como a condenação da comunidade internacional, que suspendeu grande parte da ajuda financeira ao país, um dos mais pobres do mundo.